#BloguemusMG: Ativistas virtuais mineiros debatem a blogosfera

Depois de diversos encontros estaduais, blogueiros seguem rumo ao 2º BlogProg Nacional nos dias 17, 18 e 19 de junho

Por Adriana Delorenzo [13.06.2011 18h00]

Qual é o papel da blogosfera progressista? Esta foi uma das principais questões debatidas durante o Encontro de Blogueiros Progressistas de Minas Gerais, o #BloguemusMG, que aconteceu nos dias 10 e 11 de junho, na Fecomércio, em Belo Horizonte. Além de debater a atuação dos ativistas virtuais, o evento discutiu a relação entre a imprensa e a política de Minas, homofobia, feminismo e humor na blogosfera, com o ator Benvindo Sequeira.

“O governo será cada vez mais de centro, se a bloguesfera não atuar”, disse o professor de Direito da UFMG e blogueiroTúlio Vianna. Para ele, o papel dos ativistas não deve se limitar a dar sustentação ao governo. Nas eleições, segundo Túlio, o apoio acontece mais naturalmente, por conta do momento ser maniqueísta, com dois candidatos, principalmente no segundo turno. “Nosso grande papel hoje é pautar o governo, e em muitos momentos até a mídia”, afirmou.

Outro dilema levantado pelos blogueiros é como levar os ativistas virtuais para as ruas. A internet tem sido a ferramenta para mobilizações, como ocorreu, por exemplo, no Egito, na Tunísia e recentemente na Espanha. No Brasil, isso também vem ocorrendo, como as marchas da maconha, que foram organizadas virtualmente em maio, e o churrasco “diferenciado”, que ocorreu no bairro de Higienópolis, também no mês passado. “Há um desencanto no processo político partidário”, disse o blogueiro Renato Rovai. “Os jovens que foram às ruas na Espanha não querem uma esquerda que retirou direitos sociais. Talvez viveremos esse processo no Brasil”, analisou.

Para o blogueiro Eduardo Guimarães, o Brasil vive hoje um momento de grandes oportunidades, com grande parte da população economicamente ativa. Mas, ele defende a democratização da comunicação para que haja avanços na democracia brasileira. “Como a renda, a comunicação é concentrada”, disse. Segundo Guimarães, “alguns políticos são blindados pela mídia”. “Há uma dificuldade muito grande de tratar todos os políticos da mesma forma”, avaliou, referindo-se à ênfase da cobertura midiática no governo federal, em detrimento aos governos estaduais e municipais.

“Minas sem censura”

De acordo com o deputado estadual Rogério Correia (PT), “o quadro em Minas extrapola o cerceamento à liberdade de expressão”. Ele acredita que se vive um “estado de exceção”. Correia afirmou que os limites constitucionais “de 12% do orçamento estadual ser destinado para saúde e 25% para educação” são desrespeitados. Segundo ele, os professores ficaram 40 dias em greve, e o principal jornal do Estado só noticiou o fim do movimento. Tais fatos levaram o deputado a formar o bloco “Minas sem censura”, que conta com 23 parlamentares. “O bloco expressa resistência e a denúncia dessas situações”, disse.

Já o também deputado estadual Carlin Moura (PCdoB) defendeu a regulação da comunicação, seguindo a Constituição Federal. “A Constituição estabelece a função social da comunicação. Hoje os nossos meios respeitam isso?”, questionou ele, que é autor do projeto de lei que cria o conselho de comunicação de Minas.

Preconceitos e estereótipos

“A imprensa repercute tolices, estereótipos, reforça a discriminação e esvazia o discurso político”, definiu a blogueira feminista Cynthia Semíramis. Para ela, é muito importante que a blogosfera faça um contraponto. “Não podemos deixar que haja um recuo conservador”, disse ela em referência ao veto do kit contra a homofobia. Cynthia também criticou a fala da presidenta Dilma usada para justificar tal decisão, falando de “propaganda de opção sexual”. Ela também explicou como as novelas e outros programas de tevê transformam a mulher, cada vez mais, em objeto e como muitos jovens estão “consumindo uma ideologia de preconceitos”.

“A cada dois dias um homossexual é vítima de violência”, disparou a blogueira Erika Pretes, especialista em Direito Homoafetivo. “Ninguém escolhe ser homossexual”, explicou. Para ela, certos parlamentares da bancada evangélica repercutem um discurso de que a homossexualidade seria uma doença. “A luta pelos direitos homoafetivos é uma luta por direitos humanos.”

O encontro contou ainda com a leitura da carta aberta ao Grupo Antiterrorista de Babás, criado por mães paulistanas contra um suposto “terrorismo” por parte de empregadas domésticas. O texto foi lido por Luana dos Santos, historiadora e professora da Rede Estadual de MG, que trabalhou como doméstica. “Infelizmente, o 13 de maio não foi capaz de sepultar o passado escravista do nosso país. As reminiscências desse período estão presentes por todos os lados”, diz trecho da carta.

Rumo ao #BlogProg

No próximo final de semana, 17, 18 e 19 de junho, será realizado o 2º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas (BlogProg), em Brasília (DF). O evento fechará o ciclo de encontros estaduais que reuniram centenas de ativistas virtuais. A expectativa é que cerca de 450 blogueiros, tuiteiros e outros participem do BlogProg.

Via Revista Fórum: http://www.revistaforum.com.br/conteudo/detalhe_noticia.php?codNoticia=9338

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s